CASTRAÇÃO EM CADELAS: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER

Por: Diego França

A castração em cadelas sempre gerou muita dúvida em donos de Pets. Hoje vamos esclarecer algumas delas.

A castração eletiva gera diversos benefícios aos cães, podemos elencar como mais importantes: a redução na formação de tumores de mama e a eliminação das possibilidades de doenças uterinas.

Os tumores de glândulas mamarias representam grande porcentagem dos tumores na espécie canina, esse número fica Ainda maior se restringirmos apenas aos do sistema reprodutivo.

A castração (retirada cirúrgica de útero e ovários) realizada antes do primeiro cio, diminui a chance de surgimento de câncer de mama, reduzindo o risco para 0,5%. Se realizada após o primeiro cio, este risco aumenta para 8% e após o segundo , para 26%.

Contudo, embora a castração tardia não reduza o risco da cadela apresentar tumores de mama, persiste o benefício direto nas afecções uterinas, com 100% de prevenção de piometras (infecção uterina), tumores dos ovários e de útero, bem como da pseudociese (Gravidez psicológica).

Castrações realizadas em animais muito jovens tendem a favorecer um desenvolvimento incompleto de alguns sistemas do corpo. Deste modo, ante a tais fatores, recomendamos a realização da castração logo após o primeiro cio, pois conseguimos associar o benefício da prevenção de tumores de mama a um desenvolvimento completo e saudável do filhote.

Apesar de invasiva, afinal, o procedimento requer a abertura do abdômen do animal, e a utilização de anestesia geral , a castração é considerada uma cirurgia simples e rápida. O animal pode até ir para casa no mesmo dia, contudo, faz-se necessário a análise clinica do médico veterinário em cada caso, afinal, cada bichinho é único e pode reagir de diferentes formas.

O pós operatório exige cuidados bem simples do proprietário: em regra retira-se os pontos com 10 a 15 dias, neste período o animal deve permanecer fazendo uso do macacão cirúrgico e colar elisabetano, para prevenir infecções e ferimentos no local dos pontos que ainda não está cicatrizado.

É muito importante ressaltar que a castração é a ÚNICA forma saudável para se evitar o cio. É completamente desaconselhado por Médicos Veterinários, o uso de contraceptivos injetáveis em cães.

Por fim, procure um médico veterinário de sua confiança para que o procedimento seja feito da forma mais segura possível.

Diego França – Médico Veterinário – CRMV-BA 4496

Contato: 71 99185-0227

Siga o Diego França no Instagram : @petimune

%d blogueiros gostam disto: