Monumento da Cruz Caída – Centro Histórico

O monumento tem 12 metros de altura e é confecionado em aço inox . É uma referência à  demolição da antiga Igreja da Sé, derrubada em 7 de Agosto de 1933 para permitir a reforma da praça que passou a dar espaço para o terminal dos bondes. Isso mesmo… ela foi demolida para dar passagem aos bondes.

Conheça os principais marcos históricos da Igreja da Sé:

  1. A Sé Primacial do Brasil, mais conhecida como Igreja da Sé ou Sé de Palha, foi a primeira Catedral do Brasil edificada no século XVI, funcionava onde atualmente é a Praça da Sé;
  2. Sé: nome consagrado á primeira igreja da cidade, onde o arcebispo realiza suas missas;
  3. O terreno para a construção desta igreja foi doado pelo Rei de Portugal a pedido de Dom Pero Fernandes Sardinha, primeiro bispo do Brasil, nomeado por Dom João III em 1551;
  4. A Catedral da Sé ficou conhecida pela sua virtuosidade, dimensão e uma ostentação particular, sendo considerada o templo mais grandioso das Américas no século XVIII;
  5. Em 1757, após a realização de uma vistoria, verificou-se que as torres, onde ficavam os oito sinos e um relógio, precisavam ser demolidas e assim se concretizou;
  6. Em 1765 a Sé deixa de ser Catedral do Brasil e esse status é transferido para antiga Igreja do Colégio dos Jesuítas, atualmente Catedral Basílica de Salvador;
  7. Historiadores relatam que no final do século XVIII ela estava degradada de tal modo, que recebeu até o apelido de “trambolho” principalmente pelo elevado estado de deterioração da sua fachada;
  8. No inicio do século XX, a Companhia Linha Circular de Carris da Bahia, que almejava expandir os trilhos do bonde em linha reta e ligar a Avenida Sete de Setembro com as ruas do Centro Histórico e as suas igrejas, tornou a Sé um empecilho para a realização deste projeto;
  9. No dia 7 de agosto de 1933, no governo de José Joaquim Seabra, a “Sé Primacial do Brasil” foi demolida para permitir a reforma da praça que passou a dar espaço para o terminal dos bondes ;
  10. Em 1999, quando Salvador completava 450 anos, como uma forma de resposta da população a essa demolição, um monumento foi criado pelo artista plástico, Mario Cravo Júnior que o denominou de “Cruz Caída”.

Fonte: http://www.cms.ba.gov.br

%d blogueiros gostam disto: