Forte de São Diogo e Santa Maria 

Os fortes de São Diogo e de Santa Maria, localizados no bairro da Barra, foram reformados e entregues aos baianos há pouco menos de um mês. Agora, contam com cafés e lojas de souvenires e ainda os espaços culturais Carybé das Artes e Pierre Verger da Fotografia, respectivamente. Ao anoitecer, imagens dos acervos são projetadas nas fachadas dos dois cartões postais históricos da cidade.
O espaço Pierre Verger da Fotografia (Forte Santa Maria) terá imagens produzidas por profissionais baianos, com destaque ao trabalho do fotógrafo e etnógrafo franco-brasileiro, que dá nome ao espaço. Além da exposição permanente, o local vai contar com mostras virtuais, exposições temporárias e eventos pontuais.
Já o Espaço Carybé de Artes (Forte de São Diogo), será um centro tecnológico de referência da vida e obra do artista. No espaço, obras do artista plástico argentino naturalizado brasileiro serão expostas utilizando recursos de mídia digital e realidade virtual.
O Forte de Santa Maria foi construído no século XVIII, provavelmente entre 1624 e 1634, numa rocha, bem próximo à praia, no Porto da Barra. Com planta heptagonal de tipo italiano, o acesso à casa de comando se dá por uma ponte. Ha o Forte São Diogo foi fundado no século XVII para garantir a proteção do porto da cidade, teve seu batismo de fogo em 1638, quando os holandeses tentaram novamente invadir a Bahia.
Endereço: Avenida Sete de Setembro, s/n – Barra

Funcionamento: Todos os dias, exceto às terças-feiras, das 10h às 17h.

Acesso: R$ 20 (inteira) e gratuito (nas quartas-feiras)

Telefone: Tel: 71 3267.3307 e 3326.5667

%d blogueiros gostam disto: